sexta-feira, 22 de março de 2019

Em entrevista a rádio comunitária local comandante do NORE fala sobre blitzen realizadas em Angicos

O 1º Tenente da Policia Militar Madeiro responsável pela coordenação das ações do Núcleo de Operações Rodoviárias Estaduais (NORE) pertencente ao 10º Batalhão de Policia Militar com sede na cidade de Assú esteve na tarde desta quinta-feira, dia 21 de março na rádio comunitária de Angicos aonde prestou esclarecimentos no jornal da referida emissora sobre as ações do órgão fiscalizador de transito que têm o poder de polícia par agir nas rodovias estaduais e em vias públicas das cidades que são jurisdicionadas, como Angicos, por exemplo.
Durante a entrevista o Tenente Madeiro fez questão de ressaltar que as ações nada têm a ver com questões envolvendo as festividades do padroeiro local, pois estas são planejadas para acontecer de acordo com um roteiro estabelecido para todas as cidades jurisdicionadas ao 10º Batalhão de Policia Militar.
O oficial fez questão de ressaltar que não existe nenhum tipo de ação truculenta de sua parte como também de seus comandados quanto as ações que por vezes terminam em apreensão de veículos automotores. O que existe na verdade, de acordo com o comandante é o cumprimento do que está estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) independente de quem esteja conduzindo o veículo que tenha irregularidades que sejam passivas de detenção do referido, e que muitas vezes são abertas exceções visando buscar uma solução imediata par ocorrido, como nos casos de cano de moto estourado que se recomenda que o proprietário providencie outro ao colocá-lo de imediato o veículo é liberado, como também nos casos de veículos com até dois anos de atraso no pagamento da taxa de licenciamento estando a documentação toda em dia estes também são liberados.
O Tenente Madeiro também fez questão de ressaltar que nenhum político de Angicos como o prefeito ou vereadores exercem poder sobre o NORE, tendo em vista este ser um órgão ligado ao governo do estado e composto por profissionais da área de segurança pública concursados, daí o prefeito da cidade nem tem o poder de determinar o raio de ações do órgão policial, tão pouco de proibir a sua entrada nas cidades.
Encerrando a entrevista concedida ao jornal da rádio 104 FM o Tenente Madeiro disse que as blitzen educativas cessaram, pois há tempos que estas vem sendo realizadas nas cidades e que surtiram pouco efeito pedagógico, pois sempre que o NORE retornava a estas cidades as mesmas infrações de trânsito se repetiam por parte dos condutores de veículos, daí a necessidade de que as intervenções passassem a ser repressivas, mais tudo dentro do que preconiza o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) sem qualquer cometimento de abuso contra os cidadãos que são abordados.
Fonte: Blog Angicos News.

Nenhum comentário:

Postar um comentário