quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Otimismo eleva confiança do empresário do comércio em fevereiro

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) subiu 3,2% em fevereiro deste ano, na comparação com janeiro, e 10,3% na comparação com o mesmo mês de 2018, alcançando 124,9 pontos, ou seja, acima da zona de satisfação da pesquisa, produzida mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
Dos três subíndices que compõem o Icec, o de condições atuais do empresário do comércio (Icaec) teve alta mensal de 7,0% e de 12,2% na variação anual, marcando 101,5 pontos em fevereiro, primeiro avanço acima dos 100 pontos desde fevereiro de 2015, quando cravou 100,6 pontos. Isso indica que a avaliação das condições correntes do setor, da economia e da empresa voltou a se tornar predominantemente positiva, fato inédito nos últimos quatro anos.
Ainda neste subíndice, e para 53,5% dos entrevistados, a economia melhorou nos últimos meses, patamar não observado desde fevereiro de 2013 (51,0%). Já as percepções positivas quanto ao desempenho atual do comércio (54,4%) e das empresas (62,5%) registraram os maiores percentuais desde janeiro de 2013 (56,2%) e junho de 2013 (63,1%), respectivamente.
Expectativas: 95,3% apostam em melhora da economia nos próximos meses
O subíndice que mede as expectativas do empresário do comércio (IEEC) segue sustentando a confiança do varejo, com altas de 1,9% na variação mensal e de 9,7% na variação anual. Especificamente em fevereiro, o maior avanço do otimismo se deu a partir das expectativas em relação à evolução da economia (+2,5%). Dos cerca de 6 mil empresários pesquisados, 95,3% apostam em melhora das condições econômicas nos próximos meses.
Na avaliação da Confederação, apesar da ainda lenta recuperação das condições de consumo, o varejo brasileiro terá condições de crescer mais em 2019 (+5,6%) do que nos dois anos pós-recessão (+4,0% em 2017 e +5,0% em 2018).
Investimentos: contratações estão no radar de 72,8% dos empresários
A alta de 1,9% no subíndice que mede as intenções de investimento (IIEC) em fevereiro, na comparação com janeiro, foi impulsionada pelo aumento das intenções de contratação no comércio (+2,5%). No segundo mês do ano, 72,8% dos entrevistados declararam estar propensos a contratar mais funcionários nos próximos meses. Esse é o maior percentual de intenções de contratação para meses de fevereiro da série histórica da pesquisa iniciada em 2011. Para 2019, a CNC projeta novo saldo positivo de 102,0 mil vagas.
Fonte: CNC

Nenhum comentário:

Postar um comentário