quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Prefeitura de Angicos e Funcern discutem início das etapas para regularização fundiária no município.


Famílias que residem nos conjuntos habitacionais Wilma de Faria e Dom Tavares serão beneficiadas com títulos de regularização fundiária urbana. Os documentos irão garantir a titularidade de imóveis a 269 moradores segundo a Prefeitura de Angicos.


Na manhã desta terça-feira (09/10), representantes da FUNCERN e da Prefeitura de Angicos, estiveram reunidos com os moradores do conjunto habitacional Wilma de Faria. O objetivo do encontro foi detalhar cada etapa do projeto, bem como, as partes burocráticas da legalização de imóveis, dentro do projeto de Regularização Fundiária. A regularização é fruto de convênio firmado entre a Prefeitura de Angicos com a Cehab através da Funcern. Nenhum morador vai pagar nada para regularizar sua residência.


O gestor público municipal Angicano, Deusdete Gomes esteve participando do momento acompanhado do secretariado municipal e do Vereador Neto de Dezin. O Prefeito ressaltou que o convênio firmado pelo Poder Público com o Governo do Estado tem por objetivo regularizar imóveis construídos através da Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab), cujo processo se destina à transformação de moradias informais em moradias legalizadas. Deusdete reiterou o compromisso da gestão e relembrou que a proposta faz parte do seu plano de governo e será estendida a todas as moradias de Angicos.

Além de legalizá-los no meio urbano, o título de regularização garante segurança de posse e moradia, maior dignidade, valorização do imóvel e seu entorno, além possibilitar o acesso a financiamentos e outros benefícios.
.
Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Angicos


Nenhum comentário:

Postar um comentário