terça-feira, 18 de julho de 2017

Mercado prevê queda rápida dos juros com Selic a 8% no fim do ano

Com a recuperação econômica em compasso lento e o choque menor do que se imaginava da crise política, aumentou a expectativa de que a taxa de juros cairá em maior intensidade neste ano.
Passados dois meses desde que a gravação de Joesley Batista (dono da JBS) veio a público, o dólar e o risco-país foram menos contaminados que previa o próprio Banco Central. O que afastou, por ora, o risco de contaminação de que uma disparada nesses preços pudesse fazer com que a inflação voltasse a subir.O resultado líquido tem sido menos inflação e menos crescimento econômico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário