quinta-feira, 6 de julho de 2017

Estudo mostra que retomada econômica tem resistido à crise política

O processo de retomada da economia pode ser mais vigoroso do que diz o debate dos economistas, mesmo em meio à atual crise política. Segundo um estudo da Tendências Consultoria e obtido com exclusividade pelo ‘Estado’, a retomada se generalizou e tende a se consolidar nos próximos meses, com ou sem a permanência do presidente Michel Temer no cargo, a não ser que aconteça uma nova catástrofe na arena política, que ainda não aparece no radar.
De acordo com o estudo, que levou em conta 28 indicadores, a melhora do cenário não representa apenas um resultado pontual, mas uma tendência que vem ganhando força desde o final de 2016 e principalmente desde o início de 2017. Exceto no caso do nível de ocupação, que mostra sinais de recuperação apenas em abril e maio (último dado disponível), os demais indicadores apresentam melhora há pelo menos quatro meses desde que atingiram o fundo do poço (veja o gráfico ao lado).

Nenhum comentário:

Postar um comentário