quarta-feira, 8 de junho de 2016

Temer veta reajuste a ministros do Supremo e criação de 14 mil cargos

O presidente interino, Michel Temer, recuou na decisão de reajustar os salários dos ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e de apoiar a criação de 14 mil cargos. Pressionado pelas famílias, pela oposição e pelo mercado, o chefe do Executivo foi convencido pelo ministro interino do Planejamento, Dyogo de Oliveira, a mudar de ideia. O aumento aos ministros do STF provocaria um efeito cascata, que quebraria de vez os estados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário