terça-feira, 24 de novembro de 2015

Nataly Felipe atribui índice de analfabetismo a falta de investimento na EDUCAÇÃO pelos Governos, Federal, Estadual e Municipal

Do Blog Angicos Notícias:


A vereadora e Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Angicos, Nataly Felipe [PTB], foi entrevistada nesta segunda-feira (23), no programa institucional “O Legislativo em Foco”, na Rádio Cabugi Central, 104,9FM, apresentado pelo interlocutor Carlos Costa.

Angustiada com os últimos acontecimentos envolvendo o episódio inerente a emenda modificativa do Plano Municipal de Educação, bem como opiniões indesejadas manifestas entorno do assunto na última sessão, Nataly comentou de maneira contundente e sintética que as pessoas não podem fazer críticas a uma cidade e a um povo, sem ter o devido conhecimento.

No transcorrer da entrevista, a Líder do Poder Legislativo tornou a trazer à tona, as palavras da Professora Rita Diana com relação ao índice de analfabetismo no município de Angicos de 24,5%. Para ela, o analfabetismo esta em todo o país e argumenta; “Isso se dá, em virtude da falta de investimento na educação por parte dos Poderes Públicos Municipais, Estaduais e Federais. Eles não investem porque querem que as pessoas sejam teleguiadas”, ponderou.

Nataly encarou as palavras da educadora, como sendo de cunho crítico e desnecessário; “Foi um momento infeliz da professora. Porque o que ela deixou claro, é que, a Cidade tem muitos analfabetos e os que não são, seriam analfabetos funcionais [aquele que tem dificuldade de interpretação], e que, a nossa Casa Legislativa seria composta por pessoas alienadas. Nós não somos alienados. A Câmara trabalha com muita responsabilidade, seriedade e dedicação, com 9 vereadores comprometidos e eleitos pelo povo. Aquela casa não discute problemas pessoais, individuais ou de grupos, mas sim, da coletividade”, advertiu.

Durante a entrevista, a Vereadora enumerou uma relação dita por sua mãe, dona Raimunda que mesmo sem estudo especificou cada um, entre graduados, educadores, e figuras ilustres do município de Angicos. Ícones que contribuíram de alguma forma para o crescimento e desenvolvimento da Cidade e para a construção de dias melhores. Firme em suas colocações,

Nataly disse ter orgulho do povo Angicano e de ser Angicana e repudiou veementemente qualquer atitude que venha a denegrir a imagem de qualquer Angicano. Indignada com o triste episódio, Nataly tornou a repetir; “Se minha Cidade envergonha, se minha Cidade entristece, se o meu Povo faz vergonha, a porta de entrada que esta aberta para entra é a mesma para sair", comentou.

Em sua óptica, outro deslize da professora foi dizer que, em seis anos de sua estadia em Angicos, com relação à educação, fez mais pelo município que muitos que por aqui nasceram. “Discordo! Ela tem contribuído, Agradecemos e reconhecemos a ela e os demais, agora, dizer que fez mais por Angicos do que os filhos de Angicos, do que os professores de Angicos, ninguém fez”, avalia.

Ela citou ainda uma lista extensa de doutores e conterrâneo de famílias humildes que hoje merecem reconhecimento. Nataly relembrou as palavras ditas por Arcebispo Emérito de Natal, Dom Matias Patrício de Macedo, parabenizando os Poderes Executivo e Legislativo pela correção do termo gênero embutido dentro do PME.

Ela disse que a Casa Legislativa merece respeito e que, instituição nenhuma está acima dos Poderes. Os poderes são independentes, porem harmônicos. “O Executivo mudou a estratégia e a Câmara aprovou”, em nome do povo de Angicos e por respeito às famílias Angicanas, proferiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário