sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Lava Jato: Cunha recebeu propina em dinheiro vivo, diz delator

Um dos delatores da Operação Lava Jato, o empresário Fernando Baiano disse em depoimento ter repassado dinheiro vivo em propina ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que fossem viabilizados contratos de construção de navios-sonda com a Petrobras.
Preso desde novembro e apontado como operador do PMDB no esquema de corrupção instalado na estatal, Baiano disse ter repassado ao escritório de Cunha no Rio de Janeiro, em outubro de 2011, entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão a uma pessoa identificada como Altair. As informações foram veiculadas na edição desta quinta-feira (15) do Jornal Nacional (TV Globo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário