domingo, 25 de janeiro de 2015

RN tenta superar obstáculos para explorar potencial da energia eólica

Posicionado na chamada “esquina do continente”, o Rio Grande do Norte é responsável pela maior produção de energia eólica do Brasil, pouco mais de 30% do total, mas ainda patina nas tentativas de aproveitar todo o seu potencial e colocar a eletricidade gerada a partir dos ventos como alternativa real no país — uma oportunidade reforçada após o apagão da última semana.
Investidores do setor alegam que o atraso na construção de linhas de transmissão e uma estrutura melhor no porto de Natal para escoar equipamentos que compõem os parques eólicos são empecilhos para o desenvolvimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário