domingo, 7 de setembro de 2014

Professora potiguar com Síndrome de Down é destaque em encontro internacional

professora down
A potiguar Débora Seabra, de 33 anos, não poderia ter escolhido outra profissão, senão professora. Em sua apresentação no encontro internacional Educação 360, na tarde deste sábado, ela deu uma lição de superação e emocionou a plateia com sua história de vida: Débora é a primeira professora com Síndrome de Down no país e dá aulas na Escola Doméstica em Natal (RN) a 28 alunos da alfabetização. Ela é do time que luta pela Inclusão com i maiúsculo, como gosta de repetir.
A jovem destaca o suporte que encontra na família e defende a escola regular para todos os alunos, sem distinção. Ela enfrentou dificuldades, sim, mas conta que cresceu fazendo tudo o que qualquer pessoa da idade dela fez e faz, como aulas de balé, curso de teatro, “boas festas americanas em casa” e trabalhos em lojas, como modelo e recepcionista de eventos e seminários. “A inclusão começa na família e a minha sempre foi meu porto seguro. Sempre estudei em escolas regulares porque o contrário é discriminatório. Inclusão ensina a conviver”, disse ela.
Débora concluiu o curso de magistério em 2004, na Escola Estadual Professor Luiz Antônio, em Natal. Fez estágio e trabalhou voluntariamente como professora auxiliar na Escola Doméstica, por dez anos, em função de uma lei estadual que a impedia de receber o benefício da pensão da mãe, funcionária aposentada do Ministério Público, caso tivesse a carteira assinada. Depois de muita luta, esta foi mais uma das suas vitórias e a carteira assinada pela Escola Doméstica, onde também estudou, chega essa semana. “Precisava de dinheiro para sair com os amigos, né?!”, disse Débora, arrancando risadas das pessoas que acompanhavam sua palestra com muito carinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário