domingo, 6 de outubro de 2013

Saiba como funcionam os diferentes tipos de depilação


Os métodos de depilação temporária não são milagrosos e todos têm vantagens e desvantagens. Uns agridem menos a pele, mas a ausência de pelos não dura mais que três dias. Outros procedimentos são mais doloridos e duradouros, mas tendem a facilitar o aparecimento do desconfortável pelo encravado. Entretanto, de modo geral, qualquer tipo de depilação pode favorecer a foliculite, o processo inflamatório que deixa a pele com bolinhas vermelhas. O importante é variar as alternativas desta remoção, tomando alguns cuidados com higiene e manuseio. 

Lâmina 
O aparelho de barbear mais comum dos homens diminui as chances de os pelos encravarem porque eles permanecem com a raiz. Ao contrário do que muita gente pensa, a lâmina não faz os fios engrossarem, mas não é indicada para a depilação do buço. Além de barato, raspar os pelos no chuveiro é muito prático, especialmente quando não há tempo de esperá-los crescer. 

O método é o menos agressivo, desde que se tenha o cuidado de evitar passar a lâmina no sentido contrário ao do crescimento dos pelos. Assim, impede que eles encravem. Aplique creme de barbear ou produtos próprios para depilação e espere mais três minutos para os fios amolecerem. Evite sabonete, hidratante e condicionador, que não tem esta finalidade e podem provocar alergia. Rápida e indolor, esta depilação corta os pelos rente à pele, por isso, eles crescem em um ou dois dias. 



Cremes depilatórios 
Têm praticamente o mesmo efeito das lâminas, pois dissolvem o pelo e não eliminam a raiz. O tioglicolato da fórmula, uma substância química utilizada no alisamento de cabelos, quebra a estrutura do fio até que ele seja destruído, deixando a superfície da pele lisinha. Este químico também pode inibir um pouco a velocidade de crescimento do pelo, o que pode aumentar seu intervalo de reaparecimento para até cinco dias após o uso. Os cremes ainda costumam possuir ativos hidratantes, como óleos e manteigas, além da vitamina E, que combatem o ressecamento do corpo ao mesmo tempo. 

São práticos e indolores, mas é sempre recomendado que se faça um teste antes de usar esse tipo de produto (repita o procedimento toda vez que trocar de marca). Aplique um pouco do creme na parte de trás do braço e espere 24 horas para ver se aparece alguma reação. Para fazer a depilação, é só seguir as instruções do fabricante. É importante controlar o tempo de aplicação à risca. Deixar o cosmético em contato com a pele por mais tempo não melhora o resultado, pelo contrário, pode causar danos graves à pele. E, apesar das fórmulas estarem mais modernas, não são indicadas para regiões íntimas, pois o cheiro e o composto químico ainda é muito forte. Peles sensíveis também exigem atenção redobrada. 


Ceras 
O procedimento é mais dolorido, demorado e há o risco de os pelos encravarem. Em compensação, o resultado é duradouro: até 20 dias, mas é preciso esperar que os fios estejam com um certo comprimento para que possam ser removidos. O ideal é que tenham mais de 0,5 centímetros, para que colem na cera e saiam mais facilmente, com menos puxadas e agressões. Entretanto, "muitas fórmulas disponíveis no mercado, tanto de quente como de fria, possuem ativos fitoterápicos que acalmam a pele sensível, como camomila, aloe vera e algas marinhas", explica a depiladora do The Elza, em São Paulo, Fátima Souza. 

Com o tempo, os pelos começam a nascer mais finos e a raiz tende a enfraquecer, diminuindo a quantidade. A facilidade para o surgimento de pelo encravado se deve a este enfraquecimento ou ao descuido na hora de puxar a cera na direção contrária ao nascimento da raiz. Para ajudar, use um esfoliante corporal um ou dois dias antes da depilação. Remover as células mortas ajuda a liberar os pelos que ainda estão com dificuldade para sair.  


Cera fria: Vem em folhas prontas para a depilação, que dói bastante, mas reduz a chance de os pelos encravarem. "Funciona melhor em áreas maiores do corpo, como braços, tórax e pernas, tendo um resultado mais eficiente na depilação masculina", afirma Fátima. 

Cera quente: É a opção da maioria das mulheres. O calor dilata os poros, facilita a saída do pelo e diminui a dor, entretanto, pode estimular o escurecimento da axila ou virilha, especialmente em mulheres morenas e negras. A cera é aplicada com uma espátula ou com um aparelho do tipo roll-on e não deve estar muito quente para não dilatar os vasos. A pele deve estar limpa sem nenhum tipo de creme ou hidratante. 



Aparelhos elétricos 
Diferentemente dos aparelhos de barbear masculinos, essas máquinas não cortam o pelo como uma lâmina. Graças a um rolamento no cabeçote, os fios são arrancados pela raiz sem afetar as camadas de proteção da pele, o que é higiênico. 

Por arrancar os fios pela raiz, a opção pode durar até 25 dias e é ótima para onde os pelos crescem em diversas direções, como nas axilas. As desvantagens dos aparelhos elétricos são o desconforto (parecem arrancar fio por fio), além de aumentarem a chance de encravar os pelos. Por isso, evite-os se quer eliminar fios mais grossos como os da virilha ou em regiões sensíveis como o buço. Casos de beliscões e hematomas não são raros, portanto, nunca faça a depilação íntima
Também não espere os pelos crescerem demais. Quanto mais curtos, não só a dor é menor, mas o risco deles se partirem sem a raiz também diminui. Como nem todos os modelos possuem cabeçotes que podem ser lavados com água, a higiene e a durabilidade do produto acabam prejudicadas. Pelo mesmo motivo, dermatologistas recomendam que o aparelho seja de uso pessoal. 

Fonte: Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário