domingo, 8 de setembro de 2013

Viúvo de 74 anos vai se casar com cabra de estimação na igreja do Diabo

Esotico
Aparecido Castaldo, 74 anos, que é viúvo há mais de 15 anos resolveu pedir a cabra de estimação, Carmelita, em casamento. Foto: Elcio Alves/AAN
Um casamento nada tradicional, entre um homem e uma cabra, vai acontecer no mês que vem, na Igreja do Diabo, em Jundiaí. O aposentado Aparecido Castaldo, 74 anos, que é viúvo há mais de 15 anos e tem sete filhos, resolveu pedir a cabra de estimação, Carmelita, em casamento.
“Estou apaixonado por ela há dois anos. Chegou a hora de oficializar a união”, conta Castaldo.
Ele afirma que a parceira é a melhor companhia e quer fazer tudo como mandam os bons costumes, por isso a cabra vai ficar afastada do noivo por pelo menos um mês, antes do casório.
“Ela é muito melhor que mulher porque só come capim, não faz compras no shopping e não fica grávida”, explica Castaldo.
Além disso, o aposentado conta que em caso de traição é só colocar a cabra no forno e servir no jantar. “Já avisei pra ela que não quero ela metida com nenhum bode por aí”, diz.
Antes de procurar Toninho do Diabo, que concordou em realizar a cerimônia de casamento, no dia 13 de outubro, à meia-noite, Castaldo procurou outras igrejas, mas a ideia não foi bem recebida.
“Só a nossa Igreja do Diabo aceitou esse amor entre o homem e o animal porque não temos nenhum preconceito”, afirma Toninho.
Depois da bênção, o noivo promete uma festa de arromba, com direito a vinho e muitas frutas.
“Já convidamos até como padrinhos a Sabrina Sato e Bola, integrantes do programa Pânico na Band”, conta Toninho.
E quem pensa que os filhos do aposentado não aprovam a união, se engana. Os sete filhos vão estar no casamento, para conhecer de perto a nova madrasta. O mais difícil é fazer a cabra usar o vestido de noiva, já que o primeiro traje confeccionado foi comido pelo animal e deu o maior prejuízo para o noivo.
“No primeiro véu colocamos essência de maçã e a Carmelita mastigou ele todinho”, conta Toninho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário