terça-feira, 24 de setembro de 2013

Angola e Brasil trocam experiências em sistemas previdenciários

angola previdencaia
Brasil e Angola poderão firmar um acordo de cooperação previdenciária. Técnicos dos dois países iniciaram nesta terça-feira (24) uma série de reuniões visando negociar o possível convênio. Pela manhã, no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Brasília, cada equipe traçou um panorama da Previdência do seu país. Em seguida, a delegação angolana foi recebida pelo ministro brasileiro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho.
Durante a permanência no Brasil, até a próxima sexta-feira (27), a delegação angolana conhecerá detalhes sobre o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), a rede de atendimento, os canais remotos e a sala de monitoramento do INSS. Também estão agendadas visitas ao Centro de Processamento de Dados (Dataprev) e a uma Agência da Previdência Social.
Na conversa com as autoridades angolanas, o ministro Garibaldi Alves Filho pediu detalhes sobre a situação previdenciária daquele país africano. Angola, de estimados 18 milhões de habitantes, tem um milhão de trabalhadores inscritos na Previdência e paga cerca de 75 mil benefícios por mês. O sistema previdenciário é misto: abrange tanto os empregados na iniciativa privada quanto os servidores públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário