segunda-feira, 1 de abril de 2013

Em seis anos, compra de armas de fogo cai 40,6% no Brasil, diz Ipea


Um levantamento divulgado nesta segunda-feira (1º) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) aponta que a proporção de famílias que adquiriram armas de fogo no país caiu 40,6% em seis anos, após a aprovação do Estatuto do Desarmamento, em 2003. Os cálculos foram feitos pelo presidente do instituto, Marcelo Nery, baseados em dados divulgados pelo IBGE entre 2003 e 2009.
De acordo com o Ipea, o número de aquisição anual de armas de fogo caiu de 57 mil em 2003 para 37 mil em 2009. A região Sul –considerada pelo levantamento como “ponto de resistência”—foi a que registrou menor diminuição no período: apenas 21% de queda.
A aprovação do estatuto tornou mais rígidas as regras para a posse de arma de fogo por civis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário